[Relatos] Dia 1 – Bogotá – Catedral de Sal de Zipaquirá

Yo amo a Zipaquirá

Eu cheguei em Bogotá em um domingo, no finalzinho da tarde, e usei este dia para procurar casas de câmbio (que não abrem aos domingos, dica) e para me recuperar das duras horas de viagem. Acordei na segunda-feira por volta das 08h00, tomei café da manhã no hostel e já sai. Como na segunda-feira os museus costumam ser fechados, nesse primeiro dia eu resolvi ir para a Catedral de Sal de Zipaquirá.

Como chegar?
– Taxi: Se você estiver com mais pessoas, podem negociar um valor fechado com o taxista. O passeio sai entre 180.000 COP.
– Agências de viagem: Para quem não quer se preocupar com absolutamente nada, esta é uma opção válida. Vocês podem fechar o tour com uma agência de viagem com transporte, entradas e almoço incluidos. Mas vale lembrar que as agências cobram uns 90.000 COP – aprox R$100,00 – acho caro, mas vai de cada um né.
– Ônibus: Essa foi a opção que eu escolhi e a que sai mais barata. O inconveniente é que você pegará o ônibus, provavelmente no mesmo horário que as pessoas pegam para ir trabalhar. Então já sabem né, mas eu consegui ir sentadinha, e não tive nenhum stress! Acho que vale a pena arriscar..

Para quem for de ônibus..
Eu estava hospedada na Candelária, então, fui andando até a estação de Transmilênio Museo do Ouro, e comprei o cartão com duas recargas (ida e volta). Paguei pelo cartão 2.000 COP e 3.600 COP pela passagem de ida e volta. Passando pela catraca, vocês deverão ficar do lado esquerdo, e pegar qualquer ônibus que pare na Avenida Jimenez. A Avenida Jimenez está a uma estação do Transmilêncio Museo del Oro, então, quase todos os ônibus passam por lá. Desembarque na estação Jimenez, e passe por um túnel subterrâneo que está na esquerda. Este túnel te levará para o outro lado do Transmilênio, é como se fosse uma baldeação, e lá você pegará o ônibus de número B73 que te levará ao Portal del Norte! Desembarquem na parada Portal del Norte, passem pelas catracas, e verão vários ônibus parados com uma plaquinha escrito: Zipa. Podem entrar sem medo, mas se certifiquem de que o ônibus irá para Zipaquira e peçam para descer o mais próximo da Catedral. O custo desse ônibus foi de 4.500 COP o trecho.

Catedral de Sal de ZipaquiráDepois que descer, você terá que caminhar aproximadamente 20 minutos para chegar até a Catedral. Há pessoas que tomam um táxi, mas eu achei o caminho uma gracinha, então, acho que vale a pena!

A Catedral e os preços

A Catedral é uma surpresa gente, e o passeio vale muitíssimo a pena. Funciona todos os dias das 09:00 às 17:30 e os ingressos são comprados na hora na bilheteria do local. Há 7 tipos de pacotes disponíveis.

Cliquem na imagem que ela aumenta! ;)
Cliquem na imagem que ela aumenta! 😉

Eu comprei o P3 que inclui visita guiada a Catedral de Sal, um show de luzes dentro da mina, um filme em 3d e a Rota do Mineiro. Paguei 31.000 COP pelo pacote!

O tour!

Catedral de Sal de Zipaquirá
O início do tour é guiado por um guia da própria catedral que vai te explicando todos os detalhes das construções e o que cada uma representa. O tour começa por 14 esculturas que representam as 14 etapas da Via Sacra. Em seguida, serão guiados a uma cúpula e ao final para o centro da Catedral onde está a maior cruz e a uma escultura que faz referencia a obra de Michelangelo. Depois disso, todos do seu grupo veem o filme em 3D e o show de luzes, que eu particularmente, não vi nada demais. Sendo sincera, achei bem entendiante.

Catedral de Sal de Zipaquirá Catedral de Sal de Zipaquirá

Rota do Mineiro
Tour Rota do MineiroA Rota do Mineiro é um passeio dentro da catedral que é comprada a parte, e que eu achei super interessante. Quem tem fobia, medo de escuro e coisas do tipo, não deve fazer este passeio tendo em vista que em alguns momentos, andamos pelas cavernas com a lanterna desligada, segurando apenas uma cordinha. É bem legal e você entende como é dura a vida dos mineiros! No final, você ainda ganha um salário pelo bom trabalho na mina… obvio que o salário é apenas Sal, afinal, é daí que vem a palavra salário, né?

Eu adorei e acho que vale a pena!

Quando sai da Catedral, comprei um city tour em trem, que te leva por Zipa e no final, te deixa no local mais próximo para pegar o ônibus de volta a Bogotá. Sendo bem sincera, eu dispensaria esse tour no trem, achei super fraquinho, mas o lado bom foi não ter que descer tudo andando. Peguei o ônibus de volta a estação de Transmilênio Portal del Norte, e lá peguei o ônibus em direção ao Museu del Ouro.

Brasil também tá na Catedral, xeeeeeeenti.
Brasil também tá na Catedral, xeeeeeeenti.

Resumo da visita: O passeio vale muito a pena. Eu não imaginava que a Catedral era desse jeito e foi super importante para entender um pouquinho da história da Colômbia. Eu não imaginava e nunca tinha pensado nisso, mas o Sal foi extremamente importante para o desenvolvimento econômico da Colômbia e de outros países. Além disso, o guia vai explicando como é a rotina dos mineradores, e começamos a entender que as coisas não foram tão fáceis assim. A catedral é linda, e com certeza, não deixa de ser uma homenagem aos esforços dos trabalhadores que sempre deram duro. Curtam o passeio, e me contem o que vocês acharam, ok? Assim eu mato a saudade também! :’)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s